Buscar

BOCA DE LOBO

Atualizado: 3 de Jul de 2019


Boca de Lobo e os curiosos “Relatos do Lado Esquecido”

Fazendo muito barulho e abalando as estruturas das casas de shows em que realizam apresentações, os jundiaienses do Boca de Lobo estão na estrada desde 2013, apresentando uma sonoridade que explora o que há de mais pesado e original no Hardcore Punk e no Thrash Metal feito na década de 80. Neste domingo (16), a banda lançará “Relatos do Lado Esquecido”, no Astrodeath Fest Vol I. O novo trabalho, em formato EP, será um “esquenta” para o álbum que será lançado em breve.

 A cada show do quinteto, a “Alcateia Maldita” – título carinhoso dado pelos membros da banda aos seus seguidores – só aumenta. Não é para menos, em meio ao circle pit e aos stage divings, canções como, “Fortes”, “Comodismo”, “Caráter das Ruas” e “Jurandyr” são cantadas do início ao fim.

Formado por Diego Martins (bateria), Raul Fernandes (baixo), Mateus Cappuccelli (guitarra), Cassiano Biaggio e Galiego Edge (vocais), o Boca de Lobo apresenta um repertório maduro, com músicas enérgicas e letras que abordam temas voltados para questões sociais e culturais, além das bem humoradas vivências dos próprios integrantes no “Lado Esquecido” da cidade. 

Sem abrir mão de referências sonoras clássicas nos campos do Hardcore, do Punk e do Heavy Metal, o quinteto também está ligado e carregando influências do que é produzido atualmente. “É óbvio que as nossas principais referências estão nos influenciadores, mas apreciamos e temos muitas de bandas contemporâneas como fonte de inspiração. Isso sem contar as bandas que estão no nosso círculo de atuação. Mesclar tudo isso nos enriquece”, explica Cappuccelli.

O equilíbrio entre influências antigas e contemporâneas vai além das composições musicais. O EP “Relatos do Lado Esquecido”, por exemplo, estará disponível nas plataformas digitais, em CD e fita cassete com tiragem limitada. “Está sendo uma experiência interessante. Sabíamos que entre a galera das antigas a reação seria positiva, mas o que nos surpreendeu é que tem uma galera muito mais nova que está querendo muito ter a fitinha na mão”, ressaltou o vocalista, Cassiano. 

O material foi gravado e mixado no Eguchi Estúdio, em Jundiaí. O processo de gravação das fitas cassetes foi realizado pela Fat Zombie Records, em São Paulo. 


Vocês podem conferir o som da Demo que eles lançaram em 2015 enquanto aguardam o lançamento do disco oficial e podem falar diretamente com a banda para comprarem a Fita K7 e CD do EP recém lançado


Midias sociais:

https://bocadelobo666.bandcamp.com/album/demo-2015

https://www.facebook.com/bocadelobo666/




0 visualização
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© seguimosfortes 2019