Buscar

5 PERGUNTAS COM A BANDA GUANTAS!!

Atualizado: 8 de Out de 2019



Inaugurando a nossa sessão de entrevistas, hoje com a banda GUANTAS!

Conversamos um pouco com o vocal da banda, o argentino que vive aqui em São Paulo (Brasil): Nacho Martín.


Primeiramente, vamos falar um pouco sobre a banda... De Onde surgiu o Guantas? Conte um pouco da trajetória de vcs.


Fala Luizera! Rapaz, são 4 anos e pouco de muita correria e realizações, fizemos tanta coisa que fica até difícil lembrar, mas vamos lá..

O (ou a) Guantas foi um projeto idealizado por mim (pra quem não sabe, sou argentino) e por isso tentei acrescentar à cena daqui um pouco de latinidade e versatilidade..

A princípio eu pensava só em latinidade, mas aí fomos colocando country, ska, reggae, humor e aí o bolo foi tomando forma...

O Diogo entrou e já abraçou a idéia logo na raíz e aí passamos por várias formações (inclusive você já tocou na banda rsrs).

De lá pra cá foi uma loucura, participamos do Showlivre, tivemos uma música nossa como trilha do programa “Tá Certo?” da Tv Cultura, fizemos muitos shows por Sampa e passamos por muitas cidades...

Hoje em dia fechamos nossa formação “All Stars”, somos em 7 e cada um tem seu peso fundamental na banda.. A “família Guantas” é composta por Diogo Rampaso no trompete e teclado, Gabriel Pereira na guitarra, Bruno Sawyer no baixo, Kaoei Couto na bateria, André Serrano no trombone e percussão e Vinicius Paludeti no sax e eu, Nacho Martin, no ukulele e voz principal.





Qual o momento do Guantas hoje? Conta pra gente o que vem pela frente.


Hoje em dia acredito em união mais do que nunca, temos um material novo a caminho com 8 faixas inéditas intitulado “Viva La Guantas” e um clipe com nosso novo single “Minha Vizinha” vindo a caminho...

Por mais que estejamos falando de Guantas, não tem como não falar da correria de outras pessoas porque é aquele lance, ninguém cria uma cena sozinho... Acredito que hoje em dia estamos mais próximos da cena ska do que nunca!





Hoje na banda todos vivem de música? Como é conciliar trabalho, família, estudos, com as atividades da banda?


Pois é.. É aquela pergunta que fazem por aí, né? “Você é músico, mas trabalha com quê?” Rsrs Dá raiva, mas por um lado o povo tem razão.. Hoje em dia a arte está banalizada, ninguém sabe como é trabalhoso fazer aquele velho corre de se ter uma banda..


Porém, no nosso caso podemos dizer que sim, vivemos de música.. Em casa, cada um trabalha com música de alguma forma, sendo dando aulas, fazendo produção audiovisual ou fazendo gigs com outros projetos..

Porém definimos que Guantas é nosso projeto principal e cada show da gente tem um valor fechado, não podemos aceitar sair pra tocar sem pelo menos uma ajuda de custo! As bandas tem que se valorizar ou pelo menos criar formas para poder adentrar no mercado musical..

Quanto às famílias, elas crescem junto com a gente, nossos filhos e/ou namoradas comparecem aos shows quando possível.. Já sabem que a nossa paixão é a música!


No atual momento em que o país vive, que não é legal para a cultura, principalmente. Como está a cena underground/independente pra vocês?


Tempos difíceis os nossos, né? A política vai de mal a pior e a cultura cada vez menos valorizada.. Porém, ainda vejo bandas novas surgindo a cada canto.. Eu mesmo comecei no final dos anos 90, então já vi muita coisa acontecer no meio underground..

Hoje, não há um tipo musical predominante (talvez como o hc/emo foi nos anos 2000), mas talvez por influência da internet, surgem muitas bandas diferentes por aí.. Tem muita coisa boa..

Porém, falta incentivo... A carreira musical não pode ser baseada em venda de ingresso, em view de youtoba.. As bandas precisam sair pra rua, conhecer as outras, fazer um comboio, se apoiar.. A união é a única forma de vencer, por isso “seguimos fortes” rsrs!


Quando sai clipe e disco novos?


Cara.. Muito em breve.. O clipe de “Minha vizinha” sai muito em breve.. Foi dirigido por Eduardo Galeano e produzido pela Monte Castelo, contamos com a presença de Warley Santana e Julio Wong.. Tá muito engraçado, foi baseado na história real que vivo com minha vizinha, nossa fã número -1!

E nosso novo álbum, intitulado “Viva la Guantas” sai logo na sequência, produzido por Paulo Senoni e gravado no Studio Nimbus! Serão 8 faixas de pura irreverência musical!

Luizera, brigado pelo convite e tamo junto nessa estrada! Vida Longa!





Nós é que agradecemos Nachera! Sempre muito legal falar com você, Diogo e companhia.

Seguimos Fortes!

152 visualizações
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© seguimosfortes 2019